• Colaboradores

“Caminhos do Divino” revela a tradicional festa de São Luiz do Paraitinga em exposição virtual

Projeto da artista Andrea Goldschmidt, premiado pelo ProAC, será lançado neste sábado (27/06) com acervo inédito, interatividade e tecnologia, além de uma abrangente programação de lives



Um olhar artístico e sensível à diversidade das manifestações, cores, danças, músicas, gastronomia, fé, tradição e religiosidade. E a inquietação de oferecer essa experiência às pessoas que nunca puderam estar ali. Foi assim que a fotógrafa Andrea Goldschmidt, à frente do projeto Festas Populares Brasileiras, teve a ideia de produzir um webdocumentário sobre a Festa do Divino em São Luiz do Paraitinga (SP). Com realização do Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, e apoio do município de São Luiz do Paraitinga, “Caminhos do Divino” será lançado neste sábado (27/06), no site www.caminhosdodivino.com.br. Premiado pelo ProAC (Programa de Ação Cultural), o projeto é o resultado de seis anos de trabalho, durante os quais a fotógrafa Andrea Goldschmidt participou de cinco Festas do Divino na cidade (de 2015 a 2019) e se dedicou à compilação e edição desse material inédito. “Eu tinha um sonho de produzir um webdocumentário porque queria mostrar as pessoas que fazem a festa acontecer, os bastidores, as histórias e todas as manifestações culturais e religiosas presentes na festa. Nessa jornada de conhecimento, pesquisas e registros tive contato com algumas mídias contemporâneas e resolvi aliar os conteúdos tradicionais com a tecnologia”, explica Andrea. Uma obra de arte interativa com poesia, música, fotos, vídeos, realidade virtual com imagens 360 graus e animações em realidade aumentada é a síntese desse projeto virtual, que reconhece e valoriza uma das mais importantes festas da cultura caipira paulista. “A ideia inicial era montar uma exposição de 15 dias e proporcionar essa experiência aos visitantes durante a festa. O webdocumentário seria um complemento do projeto, com materiais extras que poderiam ser consultados depois. Com a pandemia do novo coronavírus, a experiência foi totalmente adaptada e se transformou em uma exposição virtual, que mantém o foco na interatividade e tecnologia e agora está acessível para um número ilimitado de pessoas a qualquer hora na Internet”, diz a fotógrafa. A produtora cultural Vandreza Freiria, que está no projeto há três anos, ressalta o significado desta produção na valorização do patrimônio imaterial paulista. “A Festa do Divino é uma manifestação importantíssima para a cultura do Estado de São Paulo. Ela consegue reunir em um mesmo espaço rituais católicos, expressões culturais variadas e uma gama muito interessante de produtores e amantes da cultura popular. É uma festa democrática, com respeito inter-religioso, onde cada pessoa tem a sua conexão particular com o Divino que existe dentro de cada um de nós”, afirma. Para o secretário de Turismo e Cultura de São Luiz do Paraitinga, Netto Campos, “Caminhos do Divino” é um importante instrumento de fomento, salvaguarda, valorização e divulgação desta festividade secular e contribuirá de forma significativa para o fortalecimento da identidade da cultura local. “Será também um relevante registro da história e da memória desta manifestação popular tradicional e possibilitará que gerações atuais e futuras tenham contato com esse patrimônio imaterial local, consequentemente, corroborando para o vigor e continuidade da festa”, diz.


A visita virtual

“Caminhos do Divino” (www.caminhosdodivino.com.br) é uma exposição virtual interativa que pode ser acessada pelo computador, celular ou tablet. O conteúdo é organizado de maneira que cada visitante pode escolher os caminhos que deseja percorrer, conforme os aspectos da festa que mais o interessam. Com isso, cada visita é um passeio virtual único. A página principal ilustra um mapa da cidade de São Luiz do Paraitinga (SP) com ícones que representam oito diferentes áreas de visitação: a Igreja, o Império (que é a casa do Divino durante os dias da festa), o Afogado (comida típica da festa), a Cavalhada, a Congada, a Praça (onde acontecem shows e várias atividades), a Procissão de Pentecostes (que é o ponto alto da parte religiosa da festa) e a Folia (que acontece durante o ano todo, como preparação para a festa do ano seguinte). Em cada um desses lugares, diferentes tipos de mídia são disponibilizadas para ampliar a sensação de uma experiência personalizada: cada pessoa vai explorar o conteúdo acessando informações no formato que mais a agradar. E o visitante ainda encontra algumas surpresas nesse caminho de descobertas. Conforme navega pelo webdocumentário, o programa identifica qual é o seu perfil de interesse, e o visitante vai ganhando selos que mostram qual foi a profundidade das suas escolhas nas perspectivas da , do Conhecimento e do Turismo. Também ganha de presente, cartões postais dos lugares por onde passou, que podem ser compartilhados por meio das mídias sociais ou enviados, do próprio site, para os seus amigos e familiares. Lives

Para aproximar os visitantes virtuais e os principais protagonistas da festa, com muita interação e, claro, tecnologia, a fotógrafa Andrea Goldschmidt e a produtora Vandreza Freiria programaram uma agenda com oito lives, que vão acontecer na página do “Caminhos do Divino”, no Facebook: de 11 de julho a 29 de agosto, sempre às 10h de sábado. SERVIÇO

Exposição virtual “Caminhos do Divino”

Site:www.caminhosdodivino.com.br

Redes sociais:@caminhosdodivino (Instagram), Caminhos do Divino (Facebook)

Realidade virtual:veja o vídeo 360 graus no canal Andrea Goldschmidt, do YouTube -  https://youtu.be/RTtJFLXhWIM Fotos da matéria:Andrea Goldschmidt

24 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Por Sérgio Victor Segundo dados pré pandemia do Ministério da Economia, o turismo em nossa região gera mais de R$15 bilhões de reais por ano e atrai mais de 41 milhões de turistas, que se dividem nos

Por Alessandra Gabriel Ofereço aqui através da minha visão holística uma série de dicas que vão desde decoração ao estilo feng shui para tornar a sua casa um lugar acolhedor. O bloqueio imposto devido